PUBLICIDADE


Notícias, Polícia Visto 2.111 vezes

Vendaval de 109 km/h e queda de granizo provocam estragos no RS, o vento chegou a 109 km/h, destelhando casas, saiba mais

 

Morador de Santana do Livramento registrou queda de granizo (Foto: Jorge Daniel/Divulgação)

 

Um vendaval registrado entre a noite de sábado (26) e a madrugada deste domingo (27) provocou estragos no Rio Grande do Sul.
Em São Gabriel, na Região da Campanha, as rajadas de vento chegaram a 109 km/h,  destelhando três casas e a queda de duas árvores na BR-290.
Em Santana do Livramento, na Fronteira com o Uruguai, as rajadas de vento chegaram a 85,3 km/h, o ocasionando a queda de fios de energia. Várias regiões da cidade registraram queda de granizo e, durante a noite, parte dos bairros Armour e  Wilson ficaram sem luz.
No perímetro urbano de Santana do Livramento, o fornecimento de energia já foi normalizado. Entretanto, em outros pontos, equipes da concessionária de energia estão trabalhando para resolver a situação no interior. Regiões como Cerro Agudo ainda estão sem luz.
Uruguaiana e Quaraí, na Fronteira Oeste, também foram atingidas por fortes rajadas de vento. Em Quaraí passou de 84,2 km/h enquanto que em Uruguaiana chegou a 75 km/h.
Conforme a Somar Meteorologia, existe até a possibilidade de queda de granizo neste domingo na metade Oeste, no Nordeste e também em Porto Alegre. Já na Fronteira Oeste, no Litoral , no extremo Sul do estado e nas áreas serranas, o vento deve ficar mais forte.
Previsão para os próximos dias
Na segunda-feira (28) a frente fria começa a se afastar do estado, deixando o tempo firme no extremo Sul, mas ainda chove nas demais regiões.
Os maiores acumulados de chuva devem ser registrados na metade Norte, mas principalmente no Noroeste. Apesar das temperaturas começarem a ficar mais amenas, a sensação de abafamento permanece.
A chuva só deve perder força na quarta-feira (30), quando a frente fria se afasta da região e uma área de alta pressão começa a avançar pelo território gaúcho, inibindo a formação de nuvens mais carregadas.

Fonte: G1


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES