PUBLICIDADE


Geral, Notícias Visto 116 vezes

Transporte coletivo urbano deve ser implantado ainda em 2016

Fotos – Rafael Franceschet

Prefeitura trabalha na finalização do traçado da rota e pretende abrir em 30 dias o processo licitatório para concessão do serviço

Frederico Westphalen ingressa em um novo patamar com uma notícia revelada pelo prefeito Roberto Felin Junior nesta semana. Em um prazo estimado de 30 dias, de iniciar o processo de implantação do transporte coletivo urbano no município. Apesar da administração municipal não esconder que considerava o projeto do transporte ligado diretamente ao do estacionamento rotativo – que ainda não tem data para ser implementado –, o serviço deve ser disponibilizado ainda neste ano.

Em matéria publicada pelo jornal Folha do Noroeste no mês de maio, Felin Junior informava que a intenção da prefeitura era dispor coletivos circulando em quatro horários: início da manhã, próximo ao meio-dia, início da tarde e fim do dia. A periodicidade levaria em conta fatores como comércio, indústrias e serviços públicos. Nesta semana, o prefeito destacou que a administração está na fase de término do traçado para, após, encaminhar a abertura do processo licitatório de concessão do serviço – o que deve ocorrer dentro de um mês – e divulgação da rota definida.

A medida é positiva uma vez que beneficia quem mora em pontos mais distantes do centro – alguns bairros têm uma distância aproximada de 2,5 quilômetros – e pode, inclusive, desafogar o trânsito de veículos. Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Westphalen hoje tem cerca de 20 mil veículos em circulação. Atualmente, o município mantém rota de transporte para os estudantes entre a cidade e a UFSM, na linha Sete de Setembro.

Estacionamento rotativo pago
Aprovada pela Câmara de Vereadores de Frederico Westphalen no dia 19 de julho, a implantação do estacionamento rotativo pago no município ainda não saiu do papel. O projeto de lei 120/2015, do Executivo, que institui a medida, passou pelo Legislativo com emendas. Por isso, o texto ainda está sob análise jurídica da administração municipal.

– O texto teve algumas alterações e, enquanto isso, estamos buscando uma entidade para administrar a gestão do serviço, compartilhar a receita do estacionamento rotativo. Só aí estaríamos prontos para a implantação. O maior problema é que isso requer contratação de equipe, e eu não vejo isso acontecendo com facilidade até o final do ano –, observa o prefeito, Roberto Felin Junior.

Por: Márcia Sarmento – jornalismo@folhadonoroeste.com.br

PUBLICIDADE:

Apoio: Arroba Informática, Tchê Lanches e Tchê Burger Pizzaria e Hamburgueria

Arroba Informática há 10 Anos fazendo a diferença em Grandes futuros.

Tchê Lanches Ametista do Sul, Curta você também  Clik Aqui

LOGOS 55555

 


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES