PUBLICIDADE


-

Esportes, Notícias, Polícia Visto 1.287 vezes

Sobrevivente do acidente com avião da Chapecoense, Alan Ruschel fica agitado ao saber o que aconteceu, saiba mais

 

Após ser desentubado e melhorar aos poucos, a cada dia, o lateral esquerdo Alan Ruschel, 27 anos, um dos sobreviventes da queda do avião que levava a delegação da Chapecoense para a final da Sul-Americana na Colômbia na última terça (29), foi informado sobre a tragédia. Segundo o pai, Flavio Ruschel, que está acompanhando a internação do filho, o jogador não lembra do acidente.
 
 
Ao todo 71 pessoas morreram na queda da aeronave. Apenas seis, entre elas o atleta, sobreviveram.
 
“Meu pai, minha cunhada e os médicos contaram para o Alan tudo o que havia acontecido. Que ele e mais cinco pessoas são um milagre de Deus. Claro que ele ficou agitado de início, mas foi se acalmando e acreditando que foi um milagre de Deus”, conta ao G1 Alissen Ruschel, irmã do jogador que está em Nova Hartz, cidade gaúcha onde ele cresceu e onde moram parentes.
 
“Ele não sabia de nada, ele não lembra do acidente. E no primeiro momento, quando ele perguntou, meu pai não contou porque tinha que ter um acompanhamento de médicos e psicólogos”, explica ela.
alanruschel-1
 
Alan estava em ventilação mecânica desde que foi socorrido e foi desentubado na madrugada de sábado (4). Segundo a irmã, a saúde do jogador “a cada minuto apresenta uma melhora”, enchendo a família de esperança. Alan está no hospital San Vicente Fundación, na cidade de Rionegro, na Colômbia.
 
Outros sobreviventes
 
Além do lateral esquerdo, também sobreviveram ao acidente o goleiro Jackson Follmann e o zagueiro Hélio Neto, e o jornalista Rafael Henzel. O técnico da aeronave Erwin Tumiri e a comissária de bordo Ximena Suarez também resistiram. O goleiro Danilo tinha sido resgatado com vida, mas morreu no hospital.
 
O zagueiro Neto, único que continua dependendo de ventilação mecânica para respirar, é quem inspira mais cuidados. O goleiro Follmann, que teve a perna direita amputada, continua evoluindo. Há atenção com a cicatrização de suas feridas.
 
Já o jornalista Rafael Henzel, que apresenta um quadro de infecção pulmonar, agora respira sem ajuda de aparelhos. Os médicos identificaram a bactéria que o acometeu e iniciaram neste domingo um tratamento específico.
 
Fonte  G1 RS.

Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES

-