PUBLICIDADE


Notícias, Política Visto 96 vezes

Prefeito e agentes públicos são afastados… Saiba mais…

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS), deflagrou na manhã desta segunda-feira, 18, a Operação Paiol, no município de Alpestre. Conforme informações divulgadas pelo MP-RS à imprensa, a ação resultou no afastamento do prefeito de Alpestre, Alfredo de Moura e Silva, do vice-prefeito, Genoir Cenci, dos secretários da Fazenda, Sérgio Juraski, e de Obras, Oraci Matias, de dois assessores jurídicos e de outros dois servidores. A ação do MP-RS contou com o apoio da Brigada Militar, Polícia Civil e Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS). 

Conforme o Ministério Público, os agentes públicos afastados são suspeitos de participarem de um esquema em que recebiam propinas de empresários para direcionar licitações para aquisição de maquinários. A decisão de afastamento dos agentes públicos de Alpestre foi tomada pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RS a pedido do MP gaúcho. Os crimes teriam ocorrido na primeira gestão da atual administração, a partir de 2013. De acordo com o MP gaúcho, os contratos fraudados são estimados em R$ 10 milhões. 

Nesta segunda-feira, foram cumpridos além dos oito mandados de afastamento, outros 10 mandados de busca e apreensão, realizados na prefeitura de Alpestre, em residências dos suspeitos e em uma empresa de Chapecó (SC). Os agentes públicos afastados não poderão retornar os cargos pelo prazo de 180 dias. 

Fonte/ Jornal O Alto Uruguai


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES