PUBLICIDADE



Notícias, Polícia Visto 55 vezes

Polícia apreende 80 quilos de cocaína em Canoas.

Oitenta quilos de cocaína foram apreendidos em Canoas | Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP
Uma operação deflagrada pelo Departamento Estadual de Investigação Criminais (Denarc) desarticulou na madrugada deste sábado um laboratório de drogas em Canoas, na região Metropolitana, e apreendeu 80 quilos de cocaína já produzidos e prontos para venda. A ofensiva, chamada de Pater, prendeu um homem de 48 anos que seria o líder da organização criminosa responsável pelo tráfico no bairro Guajuviras e na cidade de Esteio.

Conforme o coordenador de operações do Denarc, delegado Mário Souza, a ofensiva foi de extrema importância para a Corporação. Foram mais de 10 meses de investigações até chegar ao laboratório. Além da cocaína, 4,5 quilos de maconha foram apreendidos e 150 gramas de crack. Os produtos estariam avaliados em R$ 1 milhão.

Complexo de produção de drogas

O laboratório foi definido pelos policiais como um “verdadeiro complexo” de produção de drogas, originadas a partir da pasta base, com várias balanças de precisão, acessórios para produção e embalo. No local, os agentes encontraram formas, fornos e produtos químicos utilizados na mistura dos entorpecentes. A operação ainda localizou instrumentos e símbolos para “marcar” a droga que era produzida, conforme qualidade e origem.

O principal investigado da operação era este homem que foi preso hoje. Além dele, os policiais já haviam prendido anteriormente o filho. Daí o motivo do nome para operação Pater, simbolizando a relação familiar.

O titular da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN), delegado Guilherme Calderipe, afirmou que o objetivo principal da operação era descobrir o local de preparo da droga distribuída pela facção em Poroto Alegre e na região Metropolitana.

Correio do Povo


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES