PUBLICIDADE


JBS pagava “mensalinho” a cerca de 200 fiscais federais; valores chegavam a R$ 20 mil, essa lista deve fornecer mais munição à Operação Carne Fraca, saiba mais

 

Brasil – Maior processadora de proteína animal do mundo, a JBS pagou propina mensalmente, durante vários anos, a cerca de 200 fiscais do Ministério da Agricultura. O “mensalinho” chegava a R$ 20 mil por servidor. O objetivo era fazer os fiscais federais agropecuários flexibilizarem a aplicação das regras sanitárias.

As informações constam de anexo à delação premiada feita pelo presidente da JBS, Wesley Batista, ao Ministério Público Federal (MPF). A relação com os nomes dos fiscais envolvidos será enviada ao MPF em até 60 dias, segundo compromisso firmado por Wesley durante o processo de delação.

Publicidade Patrocinada

Essa lista deve fornecer mais munição à Operação Carne Fraca, justamente no momento em que o setor parecia se recuperar do baque de 17 de março, quando a operação da Polícia Federal foi deflagrada e provocou uma série de embargos internacionais à carne produzida no Brasil. Nas negociações com outros países, o novo escândalo deve enfraquecer a posição brasileira e dificultar a reabertura do mercado americano de carne bovina.

As informações são de reportagem do Valor.

Fonte: RÁDIO ATUAL FM


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES