PUBLICIDADE



-

Chapecoense entrará na Justiça contra o comentarista Neto da Band, confira o vídeo que circula por diversas redes sociais na internet

A Chapecoense anunciou que tomará medidas contra as declarações do comentarista Neto, da “Band”, que criticou a diretoria nessa terça-feira pela demissão do técnico Vagner Mancini e explicou que o time não tinha contrato com Caio Júnior, um dos 71 mortos no acidente aéreo na Colômbia no ano passado.

Em seu programa Os Donos da Bola, Neto disse que a demissão de Mancini era “absurda” e que a diretoria é formada por “uma cambada de incompetentes”. O comentarista ainda disse que o clube catarinense não tinha contrato com o técnico Caio Júnior e familiares do ex-treinador entraram com uma ação na Justiça pedindo R$ 30 milhões em indenizações.

Depois de o vídeo circular por diversas redes sociais, o departamento jurídico da Chapecoense prometeu que entrará nesta quarta-feira com uma ação criminal contra o comentarista por injúria contra os dirigentes e uma ação cível, requerendo provas das alegações feitas pelo ex-atleta e também requerendo danos morais.

Segundo o departamento jurídico da Chapecoense, as palavras de Neto foram além do bom senso e não condizem com a verdade, principalmente nos comentários envolvendo o contrato de Caio Junior.

“Ele falou muita coisa que não é verdade e ele terá que provar tudo o que afirmou. Ele não sabe nada da Chapecoense e fica falando esse tipo de coisa. A Chapecoense tem uma gestão séria e comprometida e esse tipo de bobagem que ele falou não condiz com o clube”, disse Luiz Antonio Pallaoro, vice-presidente jurídico do clube.

Além dos dois processos contra Neto, o clube também informou que vai pedir direito de resposta à Band. “Se eles não derem por bem, serão obrigados pela Justiça a fazer”, definiu Pallaoro.

Fonte UOL


Veja também:

ASSINE SPEEDRS


PUBLICIDADES

PUBLICIDADES